Vitamina D

Oi biologuínhos, tudo bem?! No post de hoje falaremos de uma substância de extrema importância para nosso corpo e que, durante esse período de isolamento social devido à pandemia de CoronaVírus, foi afetada em grande parte da população.


Todo mundo sabe que tomar sol é importante para a saúde (é claro, em determinados horários e com a proteção necessária), mas durante a quarentena, muitos não saiam para nada, então tal prática foi deixada de lado. A consequência disso? Baixos níveis de vitamina D que acarretam em diversos sintomas e, inclusive, tornam o corpo mais suscetível à infecções (inclusive pelo novo coronavírus).


Sendo uma substância lipossolúvel, produzida pelo nosso corpo através da exposição à luz solar (quase uma fotossíntese, hein?! hahah), a vitamina D também pode ser adquirida através da alimentação, com o consumo, por exemplo, de peixe, gema de ovo e leite. Sua função no organismo é diversa, mas podemos destacar a regulação da concentração de cálcio e fósforo no organismo.


A deficiência de tal vitamina pode causar diversas consequências para o corpo, como alterações ósseas (graças a não-regulação da concentração de cálcio que a vitamina D realiza), favorecer algumas doenças como diabetes mellitus, hipertensão e, até mesmo, câncer. Além disso, é uma vitamina muito importante para a defesa do organismo, frente à infecções por bactérias e vírus, e, obviamente, muito importante nesse período para que, caso nosso corpo entre em contato com o vírus da covid-19, haja uma resposte imune eficiente.


Muitas pessoas (inclusive eu!) precisaram suplementar a vitamina D por meio de medicamentos (sob prescrição médica!) mas a dica básica é: tire um tempinho do seu dia para tomar sol! Seu corpo precisa e você vai se sentir muito bem <3


Referência:

Tua saúde- Vitamina D: para que serve, quanto consumir e principais fontes

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo