Ribossomos: organelas ou não?

Oi biologuínhos, tudo bem? No post de hoje vamos falar de um componente celular que estudamos tanto em células procarióticas, quanto em eucarióticas: os ribossomos.


Com a função básica e essencial de produção de proteínas através de um RNA mensageiro que traz a "receita" genética copiada diretamente do DNA celular, o ribossomo muitas vezes se encontra em uma posição de dúvida quanto a sua classificação.


Como quase tudo na Biologia, a definição de muitas estruturas varia de acordo com a obra em que você estuda, mas, é claro, buscamos sempre a uniformização do conhecimento para que todos entrem em um consenso sobre tal questão.


É conhecido que organelas são compartimentos celulares membranosos e a dúvida gera justamente por esse ponto: o ribossomo não é envolto por membrana. Logo, atualmente a Biologia se divide em duas ideias centrais sobre tal componente celular: enquanto alguns autores afirmam que o ribossomo pode ser considerado uma organela não-membranosa, outros já assumem que o ribossomo não pode ser considerado uma organela.


Portanto, caso em algum momento da sua vida escolar ou acadêmica você seja questionado sobre a classificação do ribossomo, ambas opções (de não ser uma organela, ou de apenas ser uma organela não-membranosa) estão corretas até que, finalmente, por meio de mais comprovações, a ciência chegue em um consenso final.


7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo