Morfologia e Sistemática de Criptogamas: Cianobactérias

Atualizado: Jul 6

Também conhecida como “algas-azuis”, as cianobactérias pertencem à Classe Cyanophyceae, são organismos unicelulares, coloniais ou filiformes pluricelulares e procariontes. Encontradas em água marinha, doce e termal de temperatura elevada, são componente de corpo de líquens, podem formar uma crosta na terra úmida ou dentro de plantas. Os pigmentos, como clorofila, ficoeritrina, ficocianina, ficam dispersos pelo citoplasma, ou seja, sem formar cromatófaros definidos. Nas formas filamentosas encontram-se algumas células que se diferem pela forma e tamanho das demais:

Heterocistos: tipo de célula especializada na fixação de nitrogênio atmosférico, presente em algumas espécies de cianobactérias filamentosas;

Acineto: são células diferenciadas e aumentadas, formadas em cianobactérias filamentosas quando as condições do ambiente tornam-se desfavoráveis (forma de resistência);

Nanócito: célula “anã”, resultante de diversas divisões de uma célula mãe, que funcionam como esporos;

Hormogônio: atuam como corpos reprodutivos. Geralmente são autótrofas fotossintetizantes, mas existem algumas de modo facultativo (“crescer na obscuridade utilizando-se de uma fonte de carbono orgânico”).

A reprodução até agora observada processa-se  pela divisão das células nas formas unicelulares e fragmentação nas formas filamentosas, ou seja, a reprodução é assexuada.

Referência:

Aulas do professor João Carlos Nordi – Universidade de Taubaté (UNITAU)

0 visualização
Siga o Bertobio!
  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Instagram - White Circle

Nos encontre também no Instagram!

@biologiaparaavida
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco