Estude para o mestrado comigo: Meiose e reprodução sexuada

A reprodução sexuada é a principal forma de reprodução entre os eucariotos multicelulares (como as plantas) e, como eventos críticos para que a reprodução sexuada ocorra, temos a meiose a fecundação. A meiose, divisão celular para formação de células filhas com metade da carga genética da célula mãe, garante dois aspectos muito importantes para a reprodução: constância no número de cromossomos de uma espécie e recombinação genética (que resulta em uma variabilidade).


Existem alguns tipos de meioses/reproduções, sendo eles:


MEIOSE ZIGÓTICA: zigoto se apresenta como única célula diploide, isto é, uma meiose ocorre após a fecundação dos gametas para que a forma haploide seja mantida.


MEIOSE GAMÉTICA: gametas são as únicas células haploides, logo para que os mesmos sejam produzidos é necessária uma meiose de uma célula inicial diploide.


MEIOSE ESPÓRICA: produz "meiósporos" haploides que se dividem em seguida por mitose, formando um organismo multicelular haploide.


ALTERNÂNCIA DE GERAÇÕES: nesse tipo de reprodução, o gametófito (que é haploide) produz gametas haploides por mitose, enquanto que o esporófito (diploide) produz esporos por meiose. Esporófito e gametófito podem ser iguais ou diferentes (em tamanho e estrutura).


Assim como na mitose, temos uma interfase que ocorre anteriormente à primeira divisão da meiose, com as mesmas fases da divisão por mitose: G1 (célula dobra de tamanho, síntese de organelas e moléculas), S (duplicação do DNA) e G2 (organização celular), com os pontos de checagem ao final da fase G1 e G2.


PRÓFASE I

Cromossomos condensam ao máximo, emparelham-se (sinapse), pode ocorrer troca de segmentos entre as cromátides irmãs (processo chamado de "crossing-over" ou permutação, mediado por nódulos de recombinação) e o complexo sinaptonémico é formado (conexão entre os eixos centrais de cada par de cromossomos homólogos).


METÁFASE I

Microtúbulos se ligam aos cinetócoros dos cromossomos e passam a ocupar o plano equatorial da célula, os centrômeros dos cromossomos que se encontram emparelhados (em sinapse) se alinham em lados opostos do plano equatorial.


ANAFASE I

Cromossomos homólogos se separam (se movem para polos opostos), centrômeros e cromátides irmãs não se separam.


TELÓFASE I

Nessa fase pode ocorrer duas coisas: ou a célula já passa direto para a prófase II, ou ela retorna ao estado inicial (com cromossomos descondensados e núcleo organizado) para iniciar a segunda divisão.


**********************NÃO HÁ INTERFASE ENTRE MEIOSE I E MEIOSE II**********************


PRÓFASE II

Condensação máxima do cromossomo.


METÁFASE II

Fuso volta e os cromossomos se alinham com os centrômeros no plano equatorial.


ANÁFASE II

Centrômeros se separam (distanciando-se), separando as cromátides irmãs para polos opostos.


TELÓFASE II

Nova membrana nuclear e nucléolos para cada um dos 4 núcleos são formados, cromossomos descondensam, ao redor de cada novo núcleo e citoplasma constituem-se as paredes celulares.


Raven, P.H. Evert, R.F., Eichhorn, S.E. Biologia vegetal. 7 ed. Rio de Janeiro: Guanabara

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Siga o Bertobio!
  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Instagram - White Circle

Nos encontre também no Instagram!

@biologiaparaavida
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco