Estude para o mestrado comigo: Expressão gênica

A tão conhecida molécula de DNA, mas não somente esse código genético, como também o RNA, representam os materiais genéticos responsáveis por conter as receitas, orientar e, de fato, produzir estruturas celulares e moléculas vitais para determinado organismo. Tal código genético é universal, isto é, está presente (de uma forma ou de outra) em todos os seres vivos de todos os reinos e, inclusive, em vírus que, até o momento, não são considerados como seres vivos. Essa universalidade é muito importante pois dá embasamento para a ideia de que todos os seres vivos tiveram uma origem comum e também fornece base para biotecnologia.


TRANSCRIÇÃO

• DNA serve como um molde para a síntese de RNA mensageiro (mRNA) que ocorre graças à enzima "RNA polimerase" que se liga nos genes promotores (regiões de início da síntese) e só finaliza na sequência terminalizadora;

• RNA não apresenta "timina" e, no lugar, tem "uracila" que se liga com adenina;

• Ocorre a transcrição de genes estruturais (que promovem a produção de proteínas);

Leia mais sobre transcrição do DNA clicando aqui;


Antes da transcrição ser realizada, ocorre o encapamento da extremidade líder (5') com um nucleotídeo não usual, necessário para ligar o mRNA ao ribossomo. (eucariontes)


TRADUÇÃO

RNA transportador (tRNA) traz aminoácidos para o ribossomo, onde é constituída a molécula proteica (extremidade ligada ao aminoácido é chamada de tRNA-aminoacil (ligação do aminoácido com essa extremidade é feita pela enzima tRNA-aminoacil sintase) e existe um anticódon que pareia com o códon que codificou determinado aminoácido);

• RNA ribossômico (rRNA) constitui o ribossomos em conjunto com proteínas;

• Subunidade menor do ribossomo apresenta 3 sítios importantes: sítio A (tRNA se liga ao ribossomo), sítio P (região de alongamento da molécula em que as ligações peptídicas ainda estão sendo feitas pela enzima peptidil-transferase) e sítio E (local em que o tRNA sai, depois de ter liberado o aminoácido que agora está constituindo uma cadeia proteica).;

Código de parada: nenhum aminoácido entra no sítio A, apenas fatores de liberação que liberam a proteína que está pronta;

Leia mais sobre tradução clicando aqui;


DIFERENÇAS ENTRE CROMOSSOMO EUCARIÓTICO E PROCARIÓTICO

Eucariotos com uma maior quantidade de DNA;

• DNA eucariótico com muitas repetições;

• Estreita relação com as proteínas que participam da estruturação do cromossomo;

• Maior complexidade nas sequências de DNA;

• Regulação gênica positiva (nos procariotos é negativa, em maioria);


IMPORTAÇÃO OU TRANSFERÊNCIA SIMULTÂNEA À TRADUÇÃO: ribossomos na membrana do retículo endoplasmático, podem deixar a proteína por ali ou empacotar e direcionar via complexo de golgi;

TRANSFERÊNCIA PÓS-TRADUÇÃO: proteínas sintetizadas nos ribossomos presentes no citoplasma e posteriormente direcionadas para compartimentos celulares;


Dentre as características do cromossomo eucariótico, temos as histonas: proteínas que se ligam fortemente ao DNA, graças a sua característica básica (carregada positivamente) que se atrai ao DNA (ácido, carregado negativamente), sendo grande responsável pelo dobramento e empacotamento do DNA, formando nucleossomos (8 moléculas de histonas unidas em que o DNA se enrola 2 vezes). Além disso, podem inclusive atuar na expressão gênica.


Heterocromatina: fortemente condensada, não há expressão gênica;

Eucromatina: menos condensada, há expressão gênica;

Quanto mais diferenciada a célula, mais heterocromatinas ela tem (mais especializada, expressa genes específicos);


Íntrons: não codificam proteínas;

Éxons: codificam proteínas;

Presentes em eucariotos e os íntrons são removidos antes da tradução ocorrer, num processo denominado splicing.


Em procariontes e em eucariontes, os segmentos de DNA podem se mover de um local para outro no mesmo cromossomo, entre cromossomos (crossing-over) ou entre organismos (via plasmídeos, por exemplos).


DNA repetido em tandem: cópias arranjadas em sequência (de 1 a 2000 pares de bases);

DNA repetido em sequência simples: menos de 10 pares de bases expressos em enormes quantidades;

DNA repetido diverso: espalhados por todo o DNA (milhares de pares de bases);

DNA cópia-única: uma ou poucas cópias ao longo do genoma (de 50-70% do DNA);


Leia mais sobre Reação de Polimerização em Cadeia (PCR) clicando aqui!



Raven, P.H. Evert, R.F., Eichhorn, S.E. Biologia vegetal. 7 ed. Rio de Janeiro: Guanabara

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Siga o Bertobio!
  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Instagram - White Circle

Nos encontre também no Instagram!

@biologiaparaavida
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco