Estude para o mestrado comigo: A composição molecular das células vegetais – Carboidratos

Atualizado: Jul 15

Basicamente os organismos vivos são constituídos por 6 elementos químicos: carbono, enxofre, fósforo, hidrogênio, nitrogênio e oxigênio. Eles se unem e formam moléculas das mais variadas complexidades. Por exemplo, a água é formada pela combinação de dois átomos de hidrogênio com um de oxigênio e constitui aproximadamente mais de 90% do peso da maioria dos tecidos das plantas. Podemos separar essas moléculas orgânicas em basicamente 4 grupos: carboidratos, proteínas, lipídeos e ácidos nucleicos.


CARBOIDRATOS

Sendo considerada como a molécula orgânica mais abundante da natureza, os carboidratos são classificados em 3 grupos: monossacarídeos, dissacarídeos e polissacarídeos. As macromoléculas são comumente chamadas de polímeros, que são agrupados de monômeros (a ação de montagem de um polímero é chamada de polimerização).


Monossacarídeos Os monossacarídeos mais conhecidos são as hexoses (como a glicose) e pentoses (como a ribose) e geralmente são chamados de “blocos construtivos” ou de “monômeros” pois constituem as macromoléculas de carboidratos (dissacarídeos e polissacarídeos). Apresentam de 3 a 7 monossacarídeos.


Dissacarídeos Os dissacarídeos geralmente são a forma de açúcar a ser produzida (fotossíntese) e transportada pela planta, principalmente na forma de sacarose (glicose + frutose). Para que ocorra a ligação entre 2 ou mais monossacarídeos ocorre um processo conhecido por “síntese por desidratação” ou “ligação glicosídica”. O carbono 1 de um monossacarídeos perde sua ligação com hidroxila (OH) e o carbono 4 de outro monossacarídeo perde sua ligação com o hidrogênio de sua hidroxila, ficando apenas com o oxigênio que será o elemento que ficará entre os dois monossacarídeos. Para que ocorra a quebra dos dissacarídeos há uma reação de hidrólise que libera energia que é utilizada nas transferências nas células.

Ligação glicosídica

Polissacarídeos Os polissacarídeos mais conhecidos são: amido, amilopectina, glicogênio, frutanos e celulose. O amido é o polissacarídeo primário de armazenamento nas plantas (quando necessário, a planta quebra essas reservas para usar para o crescimento), consiste em cadeias de moléculas de glicose, são armazenadas no interior das células e são reconhecidas de duas formas: amilose (molécula não ramificada) e amilopectina (molécula ramificada). O glicogênio é a forma que animais armazenam glicose (subunidades beta-glicose), se diferenciando do amido (subunidades alfa-glicose). Em algumas plantas os principais polissacarídeos armazenados nas folhas e caules são os frutanos. A celulose apresenta uma estrutura tridimensional que são longas e ramificadas, resistindo bastante à choques mecânicos e ações enzimáticas. Está inserida em uma matriz contendo pectinas e hemicelulose, que também são polissacarídeos. Os polissacarídeos atuam como fonte de energia, estruturais, funcionam como hormônios, regulam o crescimento e o desenvolvimento da planta.

Raven, P.H. Evert, R.F., Eichhorn, S.E. Biologia vegetal. 7 ed. Rio de Janeiro: Guanabara

0 visualização
Siga o Bertobio!
  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Instagram - White Circle

Nos encontre também no Instagram!

@biologiaparaavida
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco