Estude comigo para o mestrado: Briófitas

São pequenas plantas folhosas ou achatadas que geralmente crescem em locais úmidos nas florestas temperadas e tropicais, mas é necessário destacar que as mesmas não são confinadas a tais habitats. Apresentam grande importância no ciclo global do carbono, são colonizadores iniciais de rochas e superfícies nuas e atuam como bioindicadores por serem muito sensíveis à poluição aérea. Não apresentam vasos condutores de seiva, a fase dominante de vida é o gametófito e o esporófito se demonstra dependente do gametófito. Marcam a conquista do ambiente terrestre.


Algumas briófitas são taloides, isto é, tem seu gametófito (fase dominante) em forma de talo, que é um corpo indiferenciado em que não é possível distinguir raiz, caule e folha, geralmente são delgados (garantindo a facilidade em absorver água). Os gametófitos tanto de briófitas talóides quanto de folhosas se fixam ao substrato por rizoides, ancorando a planta.


Muitas briófitas se reproduzem assexuadamente por fragmentação e por produção de gemas (basicamente, corpos multicelulares que originam novos gametófitos). Quanto a reprodução sexuada temos que, na maioria das vezes, os sexos se apresentam separados. O anterídeo (gametófito masculino) é esférico ou alongado com uma camada externa de células estéreis que envolvem as células espermatógenas, em que cada uma forma um único anterozóide. Já os arquegônios (gametófitos femininos) tem forma de garrafa, com um ventre que abriga uma única oosfera, quando a oosfera está madura, as células que estão no centro do colo (células do canal do colo) se desintegram e formam um tubo preenchido por um fluído que permite que o anterozoide nade até a oosfera. O zigoto permanece dentro do arquegônio que é nutrido por material proveniente da mãe (matrotrofia- permite a produção de um esporófito multicelular que, posteriormente, produzirá muitos esporos geneticamente diversos após a meiose do esporângio). O ventre com o volume aumentado é chamado de caliptra.


CICLO DE VIDA

Gametófito feminino (arquegônio) - gameta feminino (oosfera)

Gametófito masculino (anterídeo) - gameta masculino (anterozoide)

-

Oosfera + Anterozóide -> Zigoto -> Esporófito -> Esporângio -> Meiose -> Esporos -> Protonema (em alguns casos) -> Novo gametófito


SEMELHANÇAS COM ALGAS VERDES CAROFÍCEAS OU CARÓFITAS

  • Cloroplastos com grana bem desenvolvida;

  • Células móveis assimétricas e flageladas (anterozoide);

  • Ruptura do envoltório nuclear na mitose;

  • Fragmoplasto;

  • Fusos mitóticos;

  • São oógamas (oosfera que é fecundada pelo anterozóide).


SEMELHANÇAS COM PLANTAS VASCULARES

  • Presença de gametângios masculinos (anterídeo) e femininos (arquegônios) protegidos por uma camada de células estéreis;

  • Retenção do zigoto e embrião multicelular dentro do gametófito feminino;

  • Presença de um esporófito multicelular (2n);

  • Esporângios multicelulares;

  • Esporos recobertos por esporopolenina que auxilia contra a decomposição e dessecação.


HEPÁTICAS

Gametófito é a geração dominante de vida livre, com rizoides unicelulares, a maioria das células tem muitos cloroplastos, produzem gemas para reprodução assexuada e o estágio de protonema é presente em algumas espécies. Esporófito pequeno e dependente do gametófito, não ramificado, alguns gêneros apresenta pé, curta seta e esporângio, além de substâncias fenólicas nas paredes das células epidérmicas, ausência de estômatos. Frequentemente epífitas, ambientes úmidos.


ANTÓCERAS

Gametófito é a geração dominante de vida livre, apresenta rizoides unicelulares, taloide, maioria tem apenas 1 cloroplasto por célula. Esporófito pequeno e dependente do gametófito, não ramificado, pé, esporângio longo e cilíndrico com meristema entre o pé e o esporângio, cutícula e estômatos presentes. Ambientes úmidos. temperados e tropicais.


MUSGOS

Gametófito é a geração dominante de vida livre, folhoso, rizoides multicelulares, células com numerosos cloroplastos, muitos produzem gemas, protonema presente, algumas espécies apresentam leptóides e hidróides não lignificados, que tem função e posição análoga ao floema e xilema, respectivamente. Esporófito pequeno e dependente do gametófito, não ramificado, pé, seta longa e esporângio, substâncias fenólicas nas paredes das células epidérmicas, presença de estômatos, algumas espécies apresentam leptóides e hidróides não lignificados. Ambientes úmidos, temperados e tropicais, alguns árticos e antárticos, muitos em ambientes secos.



Raven, P.H. Evert, R.F., Eichhorn, S.E. Biologia vegetal. 7 ed. Rio de Janeiro: Guanabara



14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo