Cordados: características gerais das classes

Atualizado: Jul 5

Possuem notocorda, sistema nervoso dorsal e fendas branquiais. São divididos em:

Protocordados: possuem notocorda, não possuem vértebras e são acraniatas. Podem ser urocordados (notocorda na fase larval somente na cauda, como o Ascídia sp) ou cefalocordados (possuem notocorda no corpo todo por toda a vida, como o Anfioxo sp).

Vertebrados: possuem vértebras, só possuem notocorda na fase embrionária e são craniatas. São eles:

Ciclostomados: apresentam boca circular, são agnatas (sem mandíbula) e ectoparasitas. São exemplos a Lampreia e Feiticeira.

Peixes cartilaginosos (condrictes): seu revestimento corporal é, geralmente, escamado com glândulas mucosas. São ectotermos (regulam sua temperatura utilizando fontes externas de calor, como o sol), apresentam de 5 a 7 pares de arcos branquiais, realizam a fecundação interna, não possuem vesícula gasosa, sua circulação é simples e completa (coração com 1 átrio e 1 ventrículo) e são ureotélicos (excretam ureia em maior quantidade). Anexos embrionários: saco vitelínico.

Peixes ósseos (osteíctes): seu revestimento corporal é também, geralmente, escamado com glândulas mucosas. São ectotermos (regulam sua temperatura utilizando fontes externas de calor, como o sol), apresentam 4 pares de arcos branquiais, a maioria realiza a fecundação externa mas ainda há aqueles que realizam a fecundação interna, possuem vesícula gasosa (=bexiga natatória, controla a densidade do corpo), sua circulação é simples e completa (coração com 1 átrio e 1 ventrículo) e são amonotélicos (excretam amônia em maior quantidade). Anexos embrionários: saco vitelínico.

Anfíbios: seu revestimento corporal é constituído de uma pele úmida, permeável, vascularizada e com glândulas mucosas e serosas (=veneno, algumas espécies). São ectotermos (regulam sua temperatura utilizando fontes externas de calor, como o sol), a maioria realiza fecundação externa com o desenvolvimento, geralmente, indireto. Os girinos apresentam respiração branquial e cutânea, além de serem amonotélicos (excretam amônia em maior quantidade) e os adultos apresentam respiração pulmonar e cutânea, além de serem ureotélicos (excretam ureia em maior quantidade). Possuem ovos sem casca e sua circulação é dupla e incompleta (coração com 2 átrios e 1 ventrículo). Anuro: sem cauda (rã, perereca e sapo). Ápoda: sem patas (cobra cega). Urodelo: com patas e cauda (salamandra).

Répteis: seu revestimento corporal é constituído pela epiderme com anexos córneos de queratina e, geralmente, sem glândulas. São ectotermos (regulam sua temperatura utilizando fontes externas de calor, como o sol), realizam a fecundação interna com o desenvolvimento direto, apresentam ovo com casca calcária, respiração pulmonar, circulação dupla e completa (coração com 2 átrios e 1 ventrículos – apenas os CROCODILIANOS apresentam coração com 2 átrios e 2 ventrículos) e são uricotélicos (excretam ácido úrico em maior quantidade). Anexos embrionários: saco vitelínico, córion, âmnion e alantoíde. Quelônios: tartaruga, cágado e jabuti. Escamados: ofídios (cobras) e lacertilios (lagartos e lagartixas). Crocodilianos

Aves: seu revestimento corporal é constituído pela epiderme com anexos de queratina, penas, bico, placas, garras, esporões e a presença de apenas 1 glândula (uropigiana). São homotermos (mantém sua temperatura corporal interna relativamente constante), realizam fecundação interna, ovíparos (embrião se desenvolve dentro de um ovo em ambiente externo sem ligação com o corpo da mãe), apresentam ovo com casca, pulmões com sacos aéreos, circulação dupla e completa (coração 2 átrios e 2 ventrículos) e são uricotélicos (excretam ácido úrico em maior quantidade). Anexos embrionários: saco vitelínico, córion, âmnion e alantoíde. Adaptação para o voo: glândula uropigiana (produz substância oleosa que impermeabiliza as penas), membrana nictante (lubrifica a córnea), ausência de bexiga e de dentes, forma aerodinâmica do corpo, ossos pneumáticos (ocos), sacos aéreos e penas.

Mamíferos: seu revestimento corporal é constituído pela epiderme com anexos de queratina, pelos, unhas, escamas, cascos, garras e etc, além de glândulas sebáceas e sudoríparas. São homotermos (mantém sua temperatura corporal interna relativamente constante), podem ser ovíparos (embrião se desenvolve dentro de um ovo em ambiente externo sem ligação com o corpo da mãe), como o ornitorrinco, ou vivíparos (embrião se desenvolve dentro do corpo da mãe), ureotélicos (excretam ureia em maior quantidade) e apresentam circulação dupla e completa (coração com 2 átrios e 2 ventrículos). Anexos embrionários: saco vitelínico, córion, âmnion, alantoíde e placenta. Os Monotremados não apresentam placenta (são os ornitorrincos), os Marsupiais possuem placenta porém o embrião termina seu desenvolvimento no marsúpio (como o canguru) e os Placentários possuem placenta bem desenvolvida.

Exclusividade dos mamíferos: glândulas mamárias e sudoríparas, pelos, placenta, diafragma e hemácias anucleadas.

*Tanto as aves quanto os mamíferos são animais endotérmicos, ou seja, mantém a temperatura do corpo constante (controlando o metabolismo). Quanto maior a temperatura do meio, menor o metabolismo e quanto menor a temperatura do meio, maior o metabolismo.*

Referência:

BIOLOGIA 2 – Coleção ANGLO– Ensino Médio.

Siga o Bertobio!
  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Instagram - White Circle

Nos encontre também no Instagram!

@biologiaparaavida
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco