Armas químicas e biológicas e seus prejuízos

Atualizado: Jul 13

Arma química é um método que utiliza produtos químicos letais para seres humanos. Podem ser classificadas como armas de destruição em massa, armas nucleares ou radiológicas. Por outro lado, a arma biológica é a disseminação de doenças para atingir determinada população, sendo utilizado parasitas como bactérias e vírus. Ambas causam, obviamente, muitos prejuízos, entre eles a morte de diversas pessoas, mutações genéticas (que podem provocar doenças como câncer), improdutividade por tempo ilimitado sobre determinadas terras, impossibilidade de povoamento de lugares afetados também por tempo ilimitado (deixando diversas pessoas desabrigadas e sem seus bens materiais), anomalias e monstruosidades em fetos e etc. A Convenção das Armas Biológicas e Toxinas de 1972 PROÍBE o desenvolvimento, produção e estocagem, porém uma dezena de países ainda fabricam esse método de disseminação de doenças para possíveis guerras. As mesmas nunca foram utilizadas em larga escala, ao contrário das armas químicas. De acordo com a Convenção sobre as Armas Químicas de 1993 é PROIBIDO produzir, armazenar e utilizar armas químicas. Porém, mais uma vez, alguns países continuam com grandes estoques das mesmas com a justificativa de estarem se precavendo contra algum agressor.

Referências:

Arma química – Wikipedia;

Guerra biológica – Wikipedia.

0 visualização
Siga o Bertobio!
  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Instagram - White Circle

Nos encontre também no Instagram!

@biologiaparaavida
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco