Anatomia Vegetal de Espermatófitas: Tecidos Vegetais – Esclerênquima

Atualizado: Jul 13

Tecido de preenchimento, realiza suporte mecânico e sustentação. Pode estar presente em todos os órgãos vegetais e suas células são mortas graças a alta lignificação da parede celular, conferindo dureza e rigidez ao tecido. Apresenta dois tipos principais de células:

Esclereídeos: células pequenas com formas variáveis que podem ser solitárias ou se unir em grupos, são encontradas em raízes, caules, folhas, casca de sementes e partes duras do fruto. É localizado no meio do parênquima e se origina a partir desse tecido.

  1. Macroesclereídeos: célula alongada, forma lacunas;

  2. Osteoesclereídeos: forma de osso;

  3. Braquiesclereídeos: forma arredondada;

  4. Astroesclereídeos: forma de estrela;

  5. Tricoesclereídeos: forma de pelo grosso.

Fibras: células grandes, geralmente associadas ao cilindro vascular, variáveis em comprimento e podem ser xilemáticas ou extraxilemáticas (maiores em tamanho).

  1. Dura: monocotiledônia;

  2. Suave: dicotiledônia.

  1. Aulas do Professor João Carlos Nordi – Universidade de Taubaté;

0 visualização
Siga o Bertobio!
  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Instagram - White Circle

Nos encontre também no Instagram!

@biologiaparaavida
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco