Anatomia Vegetal de Espermatófitas: Tecidos Vegetais – Epiderme

Atualizado: Jul 7

Classificado como tecido de revestimento, a epiderme se origina a partir da protoderme (meristema primário), é responsável pela proteção mecânica e manutenção da respiração e transpiração da planta. As células que formam esse tecido podem ser hexagonais ou circulares, tem tamanhos variados, não possuem pigmentos (exceto plantas aquáticas e plantas de sombra), apresentam parede celular secundária e geralmente é uniestratificada (1 camada de células). O tecido apresenta células buliformes, que respondem ao stress hídrico, e litiocistos, células que contém cristais de CaCO3. Em caules e raízes com crescimento secundário é substituída pela periderme.


ANEXOS EPIDÉRMICOS:

  • Pêlos: proteção e suporte;

Radicular: absorção de água e nutrientes do solo;

Tector: protege contra calor/frio, umidade/secura, parasita…;

Glândular: uni ou pluricelular, apresenta células secretoras;

  • Escamas: absorção de água e nutrientes minerais;

  • Acúleos: expansões pluricelulares pontiagudas para defesa;

  • Estômato: realiza trocas gasosas, respondem à umidade e à luz;

  • Hidatódios: “estômatos aquíferos”, realizam gutação.

Referência:

Aulas do Professor João Carlos Nordi – Universidade de Taubaté.

0 visualização
Siga o Bertobio!
  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Instagram - White Circle

Nos encontre também no Instagram!

@biologiaparaavida
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco