Aconselhamento genético

Atualizado: Jul 14

Os avanços na área genética trazem diversos benefícios para nós, entre eles o aconselhamento genético. Por meio deste, é possível compreender melhor sobre os genes e, assim, buscar o melhor caminho.


O aconselhamento genético é indicado em alguns casos especiais (tendo em vista que é um exame complexo e caro), sendo eles:

  • Casais normais que não conseguem ter filhos: após todas as outras alternativas (exames hormonais, ginecológicos, testes), a compreensão dos cromossomos pode trazer alguma nova e conclusiva informação sobre o casal;

  • Casais normais que apresentam doenças genéticas na família da mulher e/ou do homem: como as doenças genéticas seguem um padrão, é importante identificar se o filho pode vir a apresentar a doença;

  • Casais normais que já possuem um filho com anomalias: importante para observar e ficar ciente do risco do próximo filho também apresentar a anomalia;

  • Casais com mais de 35 anos de idade (principalmente, a mulher): quando a mulher passa dos 35 anos, as chances do filho apresentar, principalmente, Síndrome de Down é mais alta, sendo interessante um aconselhamento sobre as chances disso acontecer;

  • Casais em que pelo menos 1 pessoa recebeu radiação ionizante ou fez uso de drogas mutagênicas: independente do histórico familiar, as drogas mutagênicas podem causar o aparecimento de uma doença nunca antes vista naquela família, logo é preciso reconhecer os riscos;


0 visualização
Siga o Bertobio!
  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Instagram - White Circle

Nos encontre também no Instagram!

@biologiaparaavida
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco